AOS LÍDERES, A LIDERANÇA

O Brasil não é um bom país. Nosso sistema educacional é patético e as perspectivas para o futuro não são boas; o crescimento econômico não está aliado ao desenvolvimento social; a violência faz parte do cotidiano dos brasileiros, enjaulados em condomínios e carros blindados enquanto os bandidos passeiam livremente e certos da impunidade, é um zoológico ao contrário; a corrupção está entranhada em todos os níveis da sociedade, desde os marajás do congresso até a recepcionista da repartição pública. Nesse cenário desolador, especialistas discutem teorias “revolucionárias” capazes de dar conta de nossas mazelas, fala-se de tudo, desde a culpa da Rede Globo até as promessas socialistas. As palavras do teóricos, todavia, são inócuas e assim permanecerão enquanto não forem estabelecidas as raízes do problema. Só é possível curar uma doenças depois de saber qual é a doença.

É preciso reconhecer o fato, nosso país não é bom. Não se trata de desapego à nação, não se trata de desprezo pelo Brasil, não se trata, ainda, de anti-nacionalismo, é uma questão de constatar o óbvio. Depois disso surgem as possibilidades: ou se abandona de uma vez o barco, ou segue-se nele da maneira como está, ou busca-se a mudança. Escolho a última opção.

O que é bom não precisa de mudança, o que é ruim sim. Se o Brasil fosse um bom lugar, não precisava de qualquer reforma, de qualquer reconstrução, esse não é o caso. Nossa terra PRECISA ser curada e, para tanto, precisamos assumir nossas responsabilidades.

Sim, NOSSAS responsabilidades. Cada brasileira e brasileiro consciente, crítico e capacitado deve se mobilizar e, mais importante, mobilizar em torno de si cidadãos aptos e comprometidos com o processo de transformação nacional.

É para esses mobilizadores que me dirijo.

Pessoas com espírito de liderança, disciplinadas, responsáveis, amantes de conhecimento, equilibradas, corajosas e honestas. Pessoas que acreditam nesse país, que desejam melhorá-lo, que sabem que o sistema político até agora em voga é falho, corrupto e incorrigível. Pessoas cientes de que o governar é para poucos dispostos ao sacrifício pela nação. São essas pessoas que devem assumir a responsabilidade, tomar as rédeas e avançar, sem hesitações, rumo a um futuro verdadeiramente promissor. Vamos nos unir!

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Seus comentários são muito importantes! Deixe sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: