Música que você adora e não sabe

Eu fico realmente maravilhada quando ouço “eu odeio música clássica”. Penso comigo mesma “Ah, você não gosta do Mozart! E do Bach?”. Brincadeiras a parte, eu não vivo sem Música Erudita, não sou uma profunda conhecedora, mas procuro pesquisar e aprender cada vez mais, infelizmente as publicações de qualidade sobre Música Erudita costumam custar caro… bom, mas o cenário não é tão catastrófico! Pelo menos aqui em São Paulo é possível ouvir muita coisa legal por preços amigáveis. Há pouco assisti a ópera Norma no teatro São Pedro por módicos vinte reais e a montagem foi bem interessante. Sim, estamos longe da programação dos teatros europeus, mas estamos melhor do que há dez anos.

Mas vamos ao ponto. O fato é que muitas das pessoas que dizem “eu odeio música clássica” são motivadas por puro preconceito, já que na maior parte das vezes nunca colocou uma ária para tocar em seus MP3 (ou MP sei lá o que). Pois bem, muito embora nunca fizeram isso, certamente já ouviram algo erudito em filmes, desenhos animados ou qualquer outro treco da “cultura pop” e provavelmente gostaram de algo. Gostaram, perguntaram para alguém se conhecia aquela música super legal que tocou, muitas vezes não obtiveram respostas e ficaram na curiosidade.

Diante disso, resolvi selecionar algumas dessas músicas super legais e recorrentes na “cultura pop” e divulga-las aqui no blog, espero assim que se você é um dos que “odeia música clássica”, mas encontrou aqui uma que gosta bastante, se sinta tentada ou tentado a ouvir mais e superar esse preconceito idiota (#prontofalei).

Comecemos pela mais famosa: tocada em filmes, séries, programas sensacionalistas de auditório etc. Falo de O Fortuna. Não captou? Então veja esse trecho do filme Excalibur de 1981:

Viu? Pois bem, trata-se de O Fortuna, primeiro movimento da cantata Carmina Burana de Carl Orff, composta entre 1935 e 1936. Mas a história é mais interessante, pessoa! Sabe o que é Carmina Burana? Pois bem, é o conjunto de 254 poemas e textos escritos entre os séculos XI e XIII reunidos no manuscrito Codex Latinus Monacensis. Muitos desses textos, produzidos quase todos em latim, foram compostos pelos Goliardos, estudantes clericais autores de muitos escritos que satirizavam a Igreja. Carl Orff selecionou alguns desses poemas e compôs a cantata já citada. Então, com as senhoras e os senhores, o prólogo da cantata de Orff – Fortuna Imperatrix Mundi devidamente e anonimamente legendado por alguém esperto que traduziu direto do latim medieval para a última flor do Lácio.

A tradução está legal. Eu mudaria o início para “Ó fortuna/ Como a Lua / És mutável”, no mais penso que o sentido foi preservado. E mais uma coisa, entenda fortuna como sorte ou azar, como Roda da Fortuna, não como você aprendeu com o Tio Patinhas 😀

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Seus comentários são muito importantes! Deixe sua opinião!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: